Capitais Brasileiras – Manaus – AM

manaus

Descrição

Manaus é a capital do Estado do Amazonas. É também o principal centro econômico da Região Norte brasileira. Trata-se de uma cidade histórica e portuária, localizada na confluência dos rios Negro e Solimões, no centro da floresta amazônica – a maior floresta tropical do mundo. É a cidade mais populosa da  Amazônia (*), de acordo com o IBGE. É também uma das cidades brasileiras mais conhecidas internacionalmente, devido ao seu potencial turístico e ao ecoturismo (é o 10o maior destino de turistas no Brasil).

 

Significado do nome

A palavra “manaus” significa “mãe dos deuses”, na língua dos índios Manaós.

Dados gerais:

Data de Fundação: 1669
Gentílico: 
manauense ou manauara
População: 
1.802.525 ( Censo de 2010)
Altitude:
 92m acima do nível do mar.

CEP: 69000-000

DDD: 092.

Dados econômicos e sociais

Produto Interno Bruto (PIB): R$ 29.677 838.000,00 (2004)
Renda Per Capita: 
R$ 20.965,00 (2004)
Principais Atividades Econômicas: 
indústria (Pólo Industrial de Manaus) e comércio.
Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,774 (PNUD – 2000)

Geografia

Relevo: planície
Clima
: tropical úmido
Vegetação: floresta amazônica
Rios: Amazonas e Negro

Bandeira

 

 

 

 

 

Breve história

Fundada em 1669, foi elevada à condição de  vila em 1832 e transformada em cidade em 1848 com o nome de Cidade da Barra do Rio Negro. Somente em  1856 voltou a ter seu nome atual. Ficou conhecida no começo do século XX, na época áurea da borracha. Atualmente seu principal núcleo econômico é o Polo Industrial de Manaus, em grande parte responsável pelo fato de a cidade deter sexto maior produto interno bruto do País, Sexta cidade mais rica do Brasil, possui a maior região metropolitana do Norte e a décima do Brasil. Em Manaus residem 1.803.000 pessoas, que fazem dela a sétima cidade mais populosa do Brasil. Na lista da revista América Economía, Manaus aparece como uma das 50 melhores cidades para fazer negócios da América Latina, à frente de capitais de países como San Salvador, Caracas e La Paz. Possui universidade mais antiga do País, a Universidade Federal do Amazonas, fundada em 1909.

(*) Não confundir “Amazônia” com “Amazonas”. “Amazonas” é o nome do Estado brasileiro cuja capital é Manaus. Já a “Amazônia” (também chamada de Floresta Amazônica, Selva Amazônica, Floresta Equatorial da Amazônia, Floresta Pluvial e Hileia Amazônica) é uma floresta úmida que cobre a maior parte da Bacia Amazônica da América do Sul. Esta bacia abrange 7.000.000 km2 (sete milhões de quilômetros quadrados), dos quais cinco milhões e meio são cobertos pela floresta. Esta região inclui territórios pertencentes a nove nações. A maioria das florestas está contida no território brasileiro, com 60% da floresta, seguido pelo Peru com 13% e pequenas quantidades na ColômbiaVenezuelaEquador,Bolívia, GuianaSurinameGuiana Francesa.

Turismo

Durante todo o ano, chegam a Manaus grandes quantidades de navios de cruzeiro, uma vez que existe acesso para grandes transatlânticos através do rio Amazonas. As visitas à cidade ocorrem, em geral, entre os meses de outubro e abril. Em média, são 23 navios por temporada. Os europeus são os que mais visitam a cidade com destaque para os  alemães. Os americanos também compõem uma parcela significativa.

A cidade é servida pelo Aeroporto Internacional de Manaus, o mais movimentado do Norte do País e o quinto mais movimentado do Brasil, recebendo 4,6 milhões de passageiros por ano, além de ser o terceiro do Brasil em movimentação de cargas, devido à Zona Franca, que impulsiona a economia da cidade e de todo o Estado.

 

Atrações

Encontro das Águas: uma das mais espetaculares atrações turísticas da cidade. É o resultado da fantástica junção das águas escuras do Rio Negro com as águas barrentas do Rio Solimões. Os dois rios correm lado a lado, sem se misturar, por mais de 18 km, proporcionando um espetáculo inesquecível. O fenômeno ocorre devido à diferença das temperaturas, densidades e correntezas das águas. 

Praia da Ponta Negra: localizada a 13 km do centro da cidade. Desde a sua reforma tornou-se ponto de encontro da população da capital amazonense, seja para nadar, correr, praticar vôlei, futebol, futevôlei, skate, caminhar ou simplesmente apreciar a beleza do local.

 

Teatro Amazonas: teve sua construção iniciada em 1882, e foi inaugurado em 1896, no auge do ciclo econômico da borracha. É o principal patrimônio cultural arquitetônico do Amazonas. O Pano de Boca foi pintado por Crispim do Amaral e a decoração do Salão Nobre executada pelo italiano Domenico de Angelis. Tombado como patrimônio histórico em 1966, o teatro tem capacidade para 701 pessoas.

Centro Cultural Palácio Rio Negro: um dos mais importantes espaços culturais oferecidos aos manauaras e aos turistas, climatizado e adequado a todo tipo de exposição. A partir de novembro 2000, o Palácio passou a servir de pólo para outros espaços culturais, agregando ao seu redor o Museu-Biblioteca da Imagem e do Som do Amazonas/ MISM, o Museu de Numismática Bernardo Ramos, a Pinacoteca do Estado, o Cine-Teatro Guarany e o Espaço de Referência Cultural do Amazonas, todos funcionando com regularidade e de forma integrada.

 

Jardim Botânico Adolpho Ducke: é o maior jardim botânico do mundo, um dos poucos no mundo a nascer com forte apelo ambiental e social no processo de urbanismo da cidade.

 

Mercado Municipal Adolpho Lisboa:  construído de frente para o Rio Negro, no período áureo da borracha, em estilo art noveau. Mercado tipicamente brasileiro, com comidas, bebidas regionais. Ali pode-se conhecer as plantas, seus benefícios para a saúde e aprender sobre a medicina indígena. Existem centenas de boxes, com lanchonetes, restaurantes e bares e uma grande variedade de peixes, carnes, verduras, queijo regional, legumes, produtos regionais, hortifrutigranjeiros, frutas e muitas coisas mais. Há também uma variedade enorme de artesanatos amazônicos, goma, tucupi, aves etc.

 

Parque do Mindu: possui 33 hectares de área e foi criado a partir de um movimento popular em 1989, como forma de proteger o habitat do sauim-de-Manaus, um primata que está ameaçado de extinção. Dentre os atrativos do parque estão uma biblioteca com acervo de 2.000 livros e as trilhas ecológicas.

Arquipélago de Anavilhanas: Localizado a 100 km de distância de Manaus, nas proximidades do município de Novo Airão, no Rio Negro, este arquipélago é um dos maiores arquipélagos de ilhas fluviais do mundo. Cerca de 400 ilhas cobertas de floresta virgem formam um verdadeiro labirinto natural, um dos mais belos exemplos de paisagem natural amazônica. No período de seca, a descida das águas revela inúmeras praias de areias brancas e exóticas formações naturais de raízes e troncos.

 

3 Respostas

  1. parabens ,manaus e lindo
  2. parabens ,manaus e lindo ,em breve visitarei……
  3. Carlos Araujo disse:
    E não é só isso. A primeira Universidade brasileira foi construida em Manaus com o nome de UNIVERSIDADE LIVRE DE MANÁOS. Hoje ela é a UFAM (Universidade Federal do Amazonas).
    Atualmente, a UFAM ocupa o 1º lugar em Design no Brasil

    Também a URNA ELETRÔNICA utilizada nas eleições do Brasil foi inventada pelos alunos da Escola de Engenharia da UEA (Universidade do Estado Do Amazonas), em Manaus.
    Atualmente, a UEA ocupa o 2º lugar em Engenharia no Brasil.

Deixe um Comentário

Proudly designed by Clickmidia.