A importância das plantas no aquário

A-importância-das-plantas-no-aquário

As plantas de aquário produzem oxigénio, absorvem o dióxido de carbono produzido pelos peixes e ajudas á renovação dos detritos orgânicos. É esta a capacidade que permite às plantas contribuírem de uma forma decisiva para a criação de um ambiente estável no aquário.

 

  • A produção de oxigénio

Com a ajuda da coloração verde das folhas, a clorofila, as plantas utilizam a luz do sol como fonte de energia. A partir do dióxido do carbono, as partes verdes da planta produzem hidratos de carbono, de que também beneficiam. Através deste fenómeno, a que se chama de fotossíntese, dá-se a libertação de oxigénio, de certo modo também um resíduo desta “assimilação”. Como o oxigénio que nós respiramos é produzido a partir das plantas (com clorofila) e de algas, musgos, fetos, etc, nem os homens nem os outros animais podem viver sem estas.

Só depois de se terem desenvolvido as primeiras algas unicelulares com clorofila, há cerca de 2 bilhões de anos e meio a 3 bilhões de anos, é que teve lugar o desenvolvimento de espécies animais. Antes disso, existiam apenas microrganismos e bactérias que sobreviviam com o pouco oxigénio da atmosfera primitiva ou que podiam viver sem ele.

 

 

 

  • A respiração das plantas:

As plantas não se limitam a assimilar, produzindo assim oxigénio; também respiram. À semelhança dos animais, inspiram oxigénio e expiram dióxido de carbono. A fotossíntese só tem lugar durante o dia, nomeadamente quando as plantas dispõem de iluminação suficiente. Assim, só podem assimilar e produzir oxigénio quando têm luz. No entanto a respiração ocorre continuamente, tanto de dia como de noite.

  • Outras capacidades das plantas:

-Limpam a água de resíduos orgânicos originados pelas secreções dos peixes e pela a alimentação, que se depositam na água. As substancias azotadas que dai resultam são decompostas pela água e utilizamos como adubo; -Muitas plantas contêm substâncias letais para as bactérias, através das quais transformam a água infestada num ambiente em que os peixes podem viver; -As plantas saudáveis libertam um pouco de oxigénio na região da raiz, permitindo, assim, que o solo do aquário não se deteriore; -Bactérias e pequenas algas, que também contribuem para a limpeza do aquário, depositam-se nas plantas.

2 Respostas

  1. daniela disse:

    eu ja vie quer 28 pessoas tava pegando quaser todas as minha platas e morrerão agora estou com rai e vou ajudar a natureza e isso ja faz 2 ano quer acontece

  2. Hugo Ramos disse:

    Olá amigos, encontrei por acaso essa postagem em meio as minhas pesquisas, e acho que talvez possa dar um força nesta questão.
    primeiro deixa só eu falar que não sou profissional em nenhuma área de biologia, mais como nossa amiga Patricia estava falando, de fato o aumento de peixes em um ambiente fechado iria aumentar a incidencia de gás carbonico e isso ecelera o crescimento das plantas aquaticas. porém,por outro lado também gera o aumento de uma substancia altamente toxica que é a amônia, que pode levar a morte de qualquer criatura que estiver no aquário; por isso quando se vê aquarios tão pouco povoados por aquaristas que tem essa prática como hobby.
    Ai pensamos…pocha mais na natureza não existe ingeção de co2 e as plantas estão sempre tão belas e com um bom desenvolvimento… é que na natureza não se desenvolvem plantas que não seja compativeis em cada região, tipos de solo temperatura, Ph etc… não vemos um manguezal nascendo no deserto por exemplo.
    Então quando se vê uma planta em desenvolvomento num aquario, podem ter certeza que existe muito estudo e abilidade por parte do aquarista que está cultivando. Parabéns pela matéria.

Deixe um Comentário

Proudly designed by Clickmidia.