Traços de personalidade não são “universais”, aponta estudo

MultiplePersonality-600x375

Muitos psicólogos avaliam a personalidade conforme o grau em que manifestam cinco traços, conhecidos como “Big Five” (os Cinco Grandes): abertura para experiências (openness), escrupulosidade ou consciência (conscientiousness), extroversão (extroversion), sociabilidade ou afabilidade (agreeableness) e neuroticismo ou instabilidade emocional (neuroticism). Há décadas esses traços de personalidade são considerados independentes de raízes culturais; contudo, um novo estudo, realizado com uma tribo indígena da Bolívia, mostrou que os “Big Five” talvez não sejam universais como se imaginava.

A equipe formada por 50 pesquisadores de diversas nacionalidades passou dois anos estudando mais de mil indivíduos da tribo Tsimane, que vive em comunidades isoladas de 30 a 500 pessoas. A tribo tem pouco contato com outras culturas, e normalmente se organiza em grandes famílias.

Primeiramente, os pesquisadores entrevistaram adultos (tanto homens como mulheres) usando um questionário padrão traduzido para medir os cinco grandes traços de personalidade. Em seguida, pediram que as(os) companheiras(os) dos participantes avaliassem as personalidades deles. Tais avaliações, vindas de pessoas próximas, não se encaixavam no modelo dos cinco traços.

No lugar deles, os pesquisadores encontraram dois outros: pró-sociabilidade (comportamento que busca beneficiar os outros, uma mistura de alguns aspectos da afabilidade e da extroversão) e diligência (que junta eficiência, perseverança e eficácia, aspectos da escrupulosidade). A equipe acredita que a estrutura social dos Tsimanes pode ter resultado em uma estrutura de traços de personalidade que difere dos “Big Five”.

Indivíduos de todas as sociedades humanas têm metas similares de desenvolver habilidades produtivas importantes, evitar perigos ambientais, cooperar e competir de modo efetivo em encontros sociais, e encontrar parceiros adequados”, explicam. “Em sociedades de pequena escala, os indivíduos têm menos opções de escolha de parceiros sociais ou sexuais e áreas limitadas de oportunidades de sucesso cultural e eficiência”. Tal cenário teria demandado outros traços de personalidade.[LiveScience]

Deixe um Comentário

Proudly designed by Clickmidia.