Copa do Mundo FIFA de 2014

Copa-do-Mundo-FIFA-de-2014

 

A Copa do Mundo FIFA de 2014 será uma competição mundial de futebol que acontecerá no Brasil em 2014.

A Copa do Mundo voltará a ser realizada na América do Sul após 36 anos, já que a Argentina sediou o evento em 1978, coerente com a política da FIFA de um rodízio no direito de sediar uma Copa do Mundo entre as diferentes confederações continentais.

O Brasil é o primeiro país classificado para disputar a Copa do Mundo de 2014, já que o país que sedia o mundial tem sua classificação automática.

No dia 3 de Junho de 2003, a Confederação Sulamericana de Futebol havia anunciado que Argentina, Brasil e Colômbia se candidataram à sede do evento. Em 17 de março de 2006, as confederações da CONMEBOL votaram de forma unânime pela adoção do Brasil como seu único candidato.

O presidente da FIFA Joseph Blatter disse em 4 de Julho de 2006 que, nesse caso, a Copa do Mundo de 2014 provavelmente seria sediada no país. No dia 28 de Setembro do mesmo ano, ele se encontrou com o Presidente Lula e disse que queria que o país provasse sua capacidade antes de tomar uma decisão. O dia 7 de fevereiro de 2007 seria a data final para as inscrições, porém a FIFA antecipou o prazo, tendo este acabado em 18 de dezembro de 2006.

No dia 13 de Abril de 2007, após visitar o Maracanã, no Rio de Janeiro, o Morumbi, em São Paulo, Mineirão, em Belo Horizonte, e o Beira-Rio, em Porto Alegre, Blatter disse que o país não tinha nenhum estádio em condições de sediar a Copa. Lula, porém, disse a jornalistas no dia 15 de Setembro de 2006 que o Brasil deveria construir doze novos estádios para ser capaz de sediar a Copa. Lula ainda disse que nem mesmo a Kyocera Arena, o moderno estádio do Atlético Paranaense em Curitiba, tinha os pré-requisitos, pois havia questões de acesso e estacionamento.

Apesar de tudo, tanto Blatter quando o Presidente Lula estavam otimistas na reunião. O Ministro dos Esportes do Brasil, Orlando Silva, disse que “o Brasil fará o que for preciso para que a Copa seja realizada no país.” O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, disse que recuperar estádios e/ou construir novos estádios seria responsabilidade da iniciativa privada.

Em 31 de Maio de 2007, encerrou-se o prazo dado pela FIFA e pela CBF para que as cidades interessadas em sediar partidas do Mundial fizessem suas respectivas candidaturas. Vinte e uma cidades de dezenove estados mais o Distrito Federal entregaram à comissão organizadora os protocolos preenchidos de acordo com o Caderno de Encargos da FIFA.

Em 31 de Julho de 2007 a CBF entregou na sede da FIFA em Zurique, na Suíça, os documentos da proposta, na qual apareciam as dezoito cidades selecionadas (incluída a candidatura conjunta de Recife e Olinda).

No final no mês de agosto de 2007 uma comissão formada por inspetores da FIFA esteve nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre, para vistoriar pessoalmente os estádios e a infra-estrutura destas cidades candidatas a sede. Além das visitas, os inspetores da FIFA assistiram às apresentações dos projetos das demais cidades candidatas.

No dia 30 de Outubro de 2007 a FIFA ratificou o Brasil como país-sede da Copa do Mundo de 2014. A escolha das cidades-sede ficou para o fim de 2008.

Dezenove cidades se candidataram para sediar as partidas da Copa. Dentre essas, apenas Olinda – cuja candidatura é conjunta com a de Recife – não é capital. A FIFA limita o número de cidades-sedes entre oito e dez. A CBF, entretanto, já pediu à FIFA permissão para que doze cidades sediem as partidas.

Cidade Estado Estádio Capacidade
atual
Capacidade
futura
Belém Pará Estádio Olímpico do Pará
(Mangueirão)
45.600 43.788
Belo Horizonte Minas Gerais Estádio Governador Magalhães Pinto
(Mineirão)
76.500 74.300
Brasília Distrito Federal Estádio Mané Garrincha 53.250 76.232
Campo Grande Mato Grosso do Sul Estádio Pedro Pedrossian
(Morenão)
45.000 44.000
Cuiabá Mato Grosso Estádio José Fragelli
(Verdão)
45.000 40.000
Curitiba Paraná Arena da Baixada 28.000 41.375
Florianópolis Santa Catarina Estádio Orlando Scarpelli 19.069 41.700
Fortaleza Ceará Estádio Castelão 58.300 60.326
Goiânia Goiás Estádio Serra Dourada 54.048 40.000
Maceió Alagoas Arena Zagallo (*) [5] não construído 45.348
Manaus Amazonas Estádio Vivaldo Lima
(Vivaldão)
38.000 40.550
Natal Rio Grande do Norte Estádio Estrela dos Reis Magos (*) [6][7] não construído 65.100 [8]
Porto Alegre Rio Grande do Sul Estádio Beira-Rio 56.000 65.000
Recife-Olinda (**) Pernambuco Arena Recife-Olinda (*) [9] não construído 45.500
Rio Branco Acre Arena da Floresta [10] 25.000 41.264
Rio de Janeiro Rio de Janeiro Estádio Jornalista Mário Filho
(Maracanã) (***)
90.000 [11] 86.100
Salvador Bahia Arena Bahia (*) [12] não construído 44.100
São Paulo São Paulo Estádio do Morumbi 73.728 66.952

(*) Estádios que serão construídos para o mundial de 2014. Os demais sofrerão apenas reformas estruturais para se adaptarem às exigências da FIFA.
(**) Candidatura conjunta.
(***) O Estádio do Maracanã poderá sofrer alguma mudança na capacidade devido aos Jogos Olímpicos de 2016, aos quais o Rio é candidato.

Outras cidades com projetos de candidatura a sede

Além das dezoito candidaturas confirmadas, outras cidades brasileiras também demonstraram interesse.

* Barueri: demonstrou interesse em sediar partidas, já que tem um projeto de ampliação para 40 mil pessoas da capacidade de seu estádio.
* Campinas: mais uma incluída na primeira pre-seleção, foi uma tentativa de que o Estado de São Paulo pudesse ter dois estádios. A cidade paulista tem o projeto de construção de uma nova arena. [15]
* Dourados: chegou a ser candidata para ser subsede no Mato Grosso do Sul, mas essa idéia foi abandonada logo depois.
* Guarulhos: o estádio estaria localizado próximo do Aeroporto Internacional de Guarulhos, entre as Rodovias Presidente Dutra e Ayrton Senna.
* João Pessoa: incluída na primeira pré-seleção, a capital paraibana indicou o Estádio José Américo de Almeida Filho (Almeidão), com capacidade de 40 mil pessoas, que precisaria ser totalmente adaptado às normas da FIFA.
* Jundiaí: outra cidade paulista a demonstrar interesse para ser uma das sedes da Copa do Mundo de 2014; seu projeto consiste na construção de uma arena multi-uso, custeada pela iniciativa privada, entre as rodovias Anhanguera e dos Bandeirantes, o que facilitaria o acesso de torcedores vindos da capital do estado.
* Teresina: também incluída na primeira pre-seleção, a capital piauiense indicou o Estádio Governador Alberto Tavares Silva (Albertão), que também precisaria de reformas caso for sediar a Copa.

Tags:, , ,

3 Respostas

  1. Tim Ramsey disse:

    I recently came accross your blog and have been reading along. I thought I would leave my first comment. I dont know what to say except that I have enjoyed reading. Nice blog.

    Tim Ramsey

  2. João disse:

    Prezados Amigos

    Eu acho que por ser um evento mundial,será bom para o expandimnento da cultura brasileira,e assim que sua cultura se espalhar pelo Mundo o Brasil poderá ser benficiado financeiramente e culturamente.Trazendo culturas mundiais para o Brasil para ser um pais com suas ricas culturas e culturas mundiais,assim ficando conhecido como um pais muito cultural,e assim com a vinda de muitos turistas o Brasil seia beneficiado finaceiramente

    Mas também tem seus pontos fracos,em quanto o Brasil poderia estar melhorando a vida do pais para depois pensar em eventos mundiais,ele estara gastando dinheiro em reformas,construções,segurança para um unico evento
    Com esse dinheiro ele poderia tirar pessoas das ruas,melhorar o ensino,reajustar salarios para cargosfundamentais para a vida de um ser humano,acabar com as “favelas” e construir casas para as pessoas de poucos bens finaceiros(moradores de rua,favela,moradores que estão em abrigos…)

    Esse é meu palpite espero ter ajudado em algo

  3. julio disse:

    tomara q não tenha uma derota o nosso brasil ele deve ganha para enterar a outra estrela a sex-ta

Deixe um Comentário

Proudly designed by Clickmidia.