Curiosidades sobre a Páscoa

paskoa

Páscoa – do Hebraico Pessach, que significa Passagem – é uma data considerada pelos cristãos como a maior e a mais importante festa de sua religião. Nesta data, é celebrada a ressurreição de Jesus Cristo, depois da sua morte por crucificação, que teria ocorrido nesta época do ano, em 30 ou 33 da Era Comum. A Páscoa pode cair em entre 22 de março e 25 de abril.

NAS CIVILIZAÇÕES ANTIGAS  

Uma festa de passagem era comemorada entre povos europeus há milhares de anos atrás. Principalmente na região do Mediterrâneo, algumas sociedades, entre elas a grega, festejavam a passagem do Inverno para a Primavera, durante o mês de março. Geralmente, esta festa era realizada na primeira lua cheia da época das flores. Entre os povos da antiguidade, o fim do Inverno e o começo da Primavera eram de extrema importância, porque estavam ligados a maiores chances de sobrevivência, em função do rigoroso inverno que castigava a Europa, dificultando a produção de alimentos.

PÁSCOA JUDAICA

Entre os judeus, esta data assume um significado de grande relevância, porque marca a fuga deste povo do Egito, por volta de 1250 a.C, onde foram escravizados pelos faraós durante, aproximadamente, 400 anos. A história é narrada no Antigo Testamento da Bíblia, no livro do Êxodo. Nessa data, os judeus preparam e comem o matzá (pão sem fermento) para lembrar a rápida fuga do Egito, quando não sobrou tempo para fermentar o pão.

 

 

A PÁSCOA CRISTÃ

Entre os cristãos, esta data celebra a ressurreição de Jesus, quando, depois da morte, sua alma voltou a se unir ao seu corpo. O festejo era realizado no domingo seguinte à lua cheia posterior ao Equinócio da Primavera, em 21 de março. A semana anterior à Páscoa é considerada, pelos cristãos, como Semana Santa. Esta semana tem início no Domingo de Ramos, que marca a entrada de Jesus na cidade de Jerusalém.

 

O COELHO DA PÁSCOA E OS OVOS  

A figura do coelho está relacionada a essa data, porque este animal representa a fertilidade. por se reproduzir rapidamente e em grandes quantidades. Entre os povos antigos, a fertilidade significava a preservação da espécie e melhores condições de vida, numa época quando o índice de mortalidade era altíssimo. No Egito Antigo o coelho representava o renascimento e a esperança de novas vidas. Tanto no significado judeu quanto no cristão, esta data relaciona-se à esperança de uma vida nova. A figura do coelho da Páscoa foi trazida para a América pelos imigrantes alemães, entre o final do século XVII e início do XVIII.

 

PERIGO PARA CELÍACOS, DIABÉTICOS E ALÉRGICOS

Na Páscoa, é preciso prestar atenção a ingredientes como trigo, chocolate e leite. A maioria dos chocolates contêm glúten, proteína da qual os celíacos devem manter distância. Trigo, chocolate, leite e crustáceos são alguns dos ingredientes consumidos habitualmente na época, que podem causar sérios danos à saúde de diabéticos, celíacos e alérgicos, além de atrapalhar dietas de emagrecimento. Para os portadores da doença celíaca, uma intolerância permanente ao glúten que atinge entre 0,5% e 1% da população, a lista de restrições é abrangente: trigo, aveia, cevada e centeio devem passar longe da mesa e também da cozinha – até as panelas, pratos e talheres devem ser mantidos à parte.

 

ITENS DA PÁSCOA CAEM OU SOBEM MENOS DO QUE A INFLAÇÃO?

Entre abril de 2011 e março de 2012, segundo levantamento feito pelo economista André Braz, do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (IBRE-FGV) a média de aumento no preço desses itens foi de 4,82%. Confira quais itens aumentaram e diminuíram.

Aumento

Bacalhau – 8,88%.

Refrigerantes e água mineral  - 8,50%.

O vinho foi o produto que teve menor aumento (0,06%), seguido por bombons e chocolates (0,63%), batata inglesa (2,36%) e pescados frescos (5,35%), todos com altas inferiores à inflação.

Queda

Couve – 7,75%,

Azeite – 5,26%

Isso mostra que não houve aumento real para a média dos itens de Páscoa. A FGV analisou nove itens, dos quais três apresentaram queda nos preços, quatro subiram menos do que a inflação e dois superaram a variação nos 12 meses encerrados em março.

Ovos de Páscoa estão, em média, 8,96% mais caros do que no ano passado

Para o IBRE, a alta nos preços dos ovos de chocolate, no entanto, não atrapalha a procura dos consumidores pelo produto. O instituto destaca que o calendário de 2012 colocou a Páscoa distante dos gastos típicos do início de ano, como material escolar, Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), “dando fôlego ao orçamento das famílias”. A pesquisa foi feita entre fevereiro e março de 2012 em sete cidades do País – Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

 

Mas na realidade….

O fato é que, sobretudo no caso dos cristãos, ninguém comemora a ressurreição de Jesus na Páscoa coisa nenhuma, e nem sequer se lembra do acontecimento. A data, assim como o Natal, transformou-se apenas numa excelente oportunidade de lucro para os comerciantes e todos só pensam em comer chocolate, beber, dar e receber presentes.

 

6 Respostas

  1. nossa e muito legal eu ate estou fazendo um trabalho sobre isto ,e mtu bm
    bjs pra todos

  2. brenda ferreira disse:

    Adoreiiiii to fazendo um trablho sobre isso….. bjssssssss

Deixe um Comentário

Proudly designed by Clickmidia.