O que é depressão?

capa_depressao1

Certamente alguma vez você já sentiu triste, seja com seu ambiente de trabalho, relacionamento e afins, mas o assunto aqui tratado será a depressão, na qual é maior do que um estresse ou uma simples tristeza que é facilmente confundida com doença mental, podendo até ser confundida com ansiedade ou de uso de alguma substância.

No mundo há 350 milhões de pessoas sofrendo de depressão, segundo um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, estima-se que pelo menos dez milhões de pessoas ou 18% da população tenham depressão, mas esse número pode ser bem maior, já que muitos nem sabem que possuem a doença (e consequentemente não a tratam).

A OMS aponta que apenas 35% das pessoas com sintomas de problemas de saúde mental procuram ajuda, isso se deve pelo fato de que para identificar a depressão na comunidade devido a uma falta de conhecimento ou acesso a cuidados médicos, muitas dessas pessoas não procuram um tratamento adequado.

  • Episódio depressivo: diagnóstico e fatores de risco

Transtorno depressivo:  período de duas ou mais semanas no qual os sentimentos persistentes de tristeza ou perda de prazer, sintomas físicos (fadiga, alterações no sono ou apetite) e psicológicos (sentimentos de culpa ou inutilidade, dificuldade de concentração ou pensamentos de morte).

Transtorno depressivo maior: episódio no qual atrapalhe o seu trabalho, vida social ou vida domiciliar (influências fisiológicas, genéticas, psicológicas, sociais e demográficas).

Segundo pesquisadores australianos da Universidade de New South Wales (Austrália), mostrou que a terapia cognitiva comportamental via internet tem o poder de reduzir dramaticamente tanto a depressão quanto os pensamentos suicidas em pelo menos 50% dos pacientes e que alterações de estilo de vida também podem ajudar a prevenir a depressão em algumas pessoas.

Ter comportamento saudável como: ter um sono adequado, evitar o uso de substâncias, tomar vitaminas ou suplementos de óleo de peixe, praticar atividade física e ter uma alimentação saudável, tem sido associado com sintomas de depressão reduzidos, mas os cientistas não sabem dizer se simplesmente alterar o estilo de vida pode levar diretamente a prevenção da doença diretamente.

A análise e melhor compreensão das opções de tratamento para determinar quais são mais eficazes para cada tipo de pessoa também é uma grande promessa para permitir uma abordagem individualizada de tratamento e prevenção da depressão no futuro.

 

Com base: MedicalXpress

Deixe um Comentário

Proudly designed by Clickmidia.