Quem fala sozinho é maluco?

falamuito

Seus amigos dizem que você é maluco porque fala sozinho? Explique a eles que isso é natural – e que pode até poupar tempo na procura de objetos perdidos. A maioria das pessoas fala para si mesma, pelo menos de vez em quando. Mas qual é o propósito desse comportamento, que parece irracional? Pesquisas mostraram que o fato das crianças falarem sozinhas pode ajudar a orientar o seu comportamento. Por exemplo, as crianças, muitas vezes, dizem para si mesmas as fases de uma tarefa, por exemplo, enquanto estão amarrando os cadarços do tênis, para que se lembrem de como fazer isso depois. Exemplo: “Amarra aqui… enfia por aqui, puxa… agora dá um nó…” etc.

 

Mas falar sozinho ajuda os adultos também? Sim! Principalmente se você estiver fazendo mil coisas ao mesmo tempo ou procurando alguma coisa: ”Ah, meu Deus, onde foi que eu enfiei o celular? Aqui não está… Aqui também não… Eu lembro que falei com o Jorge e depois guardei, só não me lembro onde…” Pesquisadores da Universidade de Wisconsin-Madison e da Pensilvânia, EUA, realizaram uma série de estudos para descobrir se falar sozinho ajuda mesmo para achar objetos perdidos. O estudo foi inspirado no fato de que muitas pessoas murmuram para si mesmas quando estão tentando encontrar, por exemplo, um pacote de feijão nas prateleiras do supermercado ou um pote de manteiga dentro da geladeira. Verificou-se que, quando as pessoas falam sozinhas, elas encontram o objeto perdido mais rapidamente. Para comprovar que isso ajudava na busca, eles fizeram um teste bastante simples. Em uma das dinâmicas, as pessoas precisavam encontrar a foto de um objeto específico em meio a vários outros. Alguns voluntários precisavam fazer isso em silêncio – e eles levaram mais tempo para acabar a tarefa do que os que eram autorizados a falar o nome da figura. Na segunda atividade, um site de compras online foi usado em um experimento similar – e quem falava os produtos pedidos para serem procurados eram bem mais velozes na busca, mas apenas se eles conheciam o nome do objeto. Essas conversas solitárias podem até aumentar a sua inteligência, já que aceleram o lado cognitivo do cérebro.

 

Na próxima vez que você perder suas chaves, você pode resmungar “chaves, chaves, chaves” para si mesmo, enquanto procura por elas, e ignore as pessoas que ficarem te olhando estranho. Pode também pedir ajuda a São Longuinho, o padroeiro das coisas e pessoas desaparecidas A oração é assim, ó: “São Longuinho, São Longuinho, se eu achar o que perdi, dou três pulinhos“. Contam que o motivo de São Longuinho pedir os três pulinhos é que ele tinha problemas nas pernas. Não conseguia caminhar direito e, por isso, gosta de ver as pessoas pulando em homenagem a ele. Mas, preste atenção, não se esqueça de dar os três pulinhos, depois que achar o objeto ou a pessoa que tinha desaparecido, senão nunca mais o santo te ajuda! E, se alguém quiser te internar por causa disso, mande a pessoa ligar aqui pro “Você Sabia?”, que a gente explica tudo direitinho e livra a tua cara…

4 Respostas

  1. Pablo disse:

    Legal, a do são Longuinho é certeira, nunca falhou…

  2. Edvan disse:

    Cara vc não entende, eu falo muito mas muito mesmo sozinho bato o maior papo com mim mesmo. É muito bizarro as pessoas vivem me chamando a atenção isso já virou até um vício e eu preciso de ajuda para me controlar.

Deixe um Comentário

Proudly designed by Clickmidia.