10 Origens De Termos De Informática Mais Comuns

termosdainformatica

A lista a seguir pesquisa as origens de dez palavras que são termos relacionados com computadores. As explicações não são necessariamente etimológicas, mas são uma tentativa de rastrear as palavras de volta para seus criadores ou para quem as usou primeiro no mundo da informática:

1 – COOKIES

Não se sabe exatamente a origem desta palavra. Antes de tudo, uma breve explicação sobre cookies HTTP: os cookies são usados para armazenar informações de um usuário e transmitir essas informações entre um site e um navegador. O processo é utilizado para autenticar um usuário, facilitar o acesso a sites de senhas controladas, ou então para salvar preferências. O motivo pelo qual a palavra cookie é usada parece vir de uma possível analogia com os biscoitos da sorte, dentro dos quais existe um papel com uma frase sobre a sorte de quem pegou o biscoito. É provável que programadores da Internet tenham se lembrado das semelhanças entre um cookie da sorte e um programa que salva as informações no seu código e guarda informações em seu interior.

 


2 – HOTMAIL E GOOGLE

Essas duas palavras não são exatamente termos de informática, são denominações de empresas de informática. Tendo sido um dos primeiros programas de e-mail disponíveis, o nome Hotmail (Correio Quente) foi criado por um dos seus fundadores, Sabeer Bhatia. Quando teve que resolver sobre um nome para o seu novo serviço, Bhatia chegou à palavra Hotmail porque ela continha as letras HTML, da linguagem básica para a criação de páginas da web. Aliás, o nome do serviço,  originalmente, era escrito “HoTMaiL” (com as letras HTML em maiúsculas), para o caso de algum usuário não ter percebido claramente o trocadilho. Já a origem da palavra Google não é assim tão surpreendente. O nome veio para destacar a quantidade  de informações que o novo mecanismo de busca seria capaz de indexar e fornecer. Google é uma palavra que tem o mesmo som de “googol”, que é um número gigantesco, simbolizado por um 1, seguido de 100 zeros. Quando você sabe que o nome anterior que seria dado à mesma empresa era “Backrub”, Google parece ter sido realmente uma escolha bem melhor.

 

3 – BUG

A palavra “bug”, em inglês, quer dizer “inseto” ou “defeito”. A palavra tem uma história bastante curiosa: Grace Hopper, pioneira da programação de computadores, encontrou uma falha num computador e verificou que o problema tinha sido causado por uma traça, um inseto que é uma larva que se transforma em mariposa. O inseto, não se sabe como, tinha entrado na máquina e provocado a pane. A mariposa que Grace encontrou ainda pode ser vista, hoje, no Museu Smithsonian. Como muitos devem saber, este não foi o primeiro uso da palavra “bug” para descrever um mau funcionamento de um  sistema. Thomas Edison usou a palavra em suas anotações. No entanto, como Grace Hopper introduziu a palavra no mundo dos computadores, nossa lista dá o crédito a ela.

 

4 – BIT

Um bit é um componente fundamental na informática. Ao desenvolver as primeiras linguagens para computadores, a binária provou ser a mais simples e eficaz para operá-los. Um bit é uma abreviação das palavras “binary digit” (dígito binário). A mesma explicação foi dada à palavra “byte”, que se refere a várias unidades de informação. Mas, como “byte” é uma derivação de “bit”, nossa lista se focou nesta última palavra.

 

5 – WIKI

Talvez você não saiba que um wiki é um conjunto de sites interligados, construídos a partir de interações dos usuários. A Wikipédia e a Desciclopédia são dois exemplos deste “modelo wiki”. A origem do nome é bem simples. No idioma havaiano, “wiki wiki” significa “rápido”. Ward Cunningham (*) decidiu que um “wiki” online seria uma forma rápida e fácil de acessar e manipular vários sites e informações.

(*) Howard G. “Ward” Cunningham é um programador de computador americano que desenvolveu o primeiro wiki. Pioneiro nos padrões de design e Extreme Programming, ele começou a programar o software WikiWikiWeb em 1994 e instalou-o no site de sua consultoria de software, a Cunningham & Cunningham (vulgarmente conhecida por seu nome de domínio, c2.com). (Wikipédia)

 

6 – PING

O ping é conhecido por fazer parte do método preferido de ataque de hackers. Trata-se de uma prática comum de ataques DDoS. No entanto, os pings foram utilizados, pela primeira vez, simplesmente para testar a acessibilidade de um host ou IP, enviando uma mensagem e medindo o tempo de ida e volta. Você talvez tenha notado que “ping” imita o som e funcionamento de um sistema de sonar. Esta foi precisamente a inspiração para seu criador Mike Muuss (*). Mas, se você pensou somente em ida e volta, tipo ping-pong, também está certo.

 

7 – FIREWALL

Um firewall é um dispositivo que protege as redes contra acesso e manipulação não autorizados. No nosso cotidiano, firewalls (paredes de fogo) são estruturas destinadas a evitar a propagação de incêndios e outras forças destrutivas. No mundo da informática, firewalls não são muito diferentes. Em vez de incêndios, eles protegem contra vírus, hackers e worms. Worms são semelhantes aos vírus, mas não precisam unir-se a dados existentes e, portanto, são muito mais capazes de se espalhar por uma rede de computadores, de forma parecida com a maneira como o fogo se espalha.

 

8 – VÍRUS

Um vírus de computador é bem semelhante a um vírus biológico. Ambos inserem seu próprio código em sistemas a fim de danificá-los e se reproduzir. A palavra “vírus” foi usada pela primeira vez, como um termo de informática, em 1984, por Fred Cohen, em seu artigo “Experimentos com Vírus de Computador”. No entanto, antes da publicação deste artigo, a palavra já tinha sido usada pelo escritor de ficção científica David Gerrold, na década de 1970, e também apareceu em uma revistinha do X-Men, em 1982.

 

9 – SPAM

A palavra spam vem de “spiced ham” (presunto condimentado). As duas palavras têm mais em comum do que se pode imaginar. O spam de computador deriva seu nome de um episódio do programa de TV Monty Python, que se passa num café com um cardápio unicamente formado por Spam – comida enlatada. As personagens cantam uma música formada quase que inteiramente pela palavra “spam”. A palavra ingressou no mundo da informática como um fluxo desagradável, indesejado e excessivo de e-mails ou anúncios.

 

10 – TROLL

Embora a etimologia (origem) da palavra pareça simples, é mais complicado do que apenas igualar os monstros feios e chatos da mitologia nórdica com os monstros feios e chatos do mundo online. Sem dúvida, os significados têm relação, mas, mais importante do que a forma da palavra, o verbo “troll” refere-se a uma técnica de pesca em que a isca é lentamente puxada por um barco para pegar presas. Isto é semelhante à maneira como um troll na internet vai alimentar a “isca” para os outros usuários reagirem a ela e, em seguida, encher esses usuários com observações adicionais inflamatórias ou ofensivas.

3 Respostas

Deixe um Comentário

Proudly designed by Clickmidia.