Atentado 11 De Setembro – PARTE 2

img2

10 Anos Do Atentado De 11 De Setembro Ao World Trade Center, N.Y.

As Teorias De Conspiração

O VocêSabia está publicando uma série de 6 artigos a respeito do atentado às Torres Gêmeas do World Trade Center, em Nova Iorque, no dia 11 de setembro de 2001, enfocando as teorias de conspiração que ainda circulam na Internet.

Do que se trata

Teoria de conspiração é uma expressão que significa qualquer teoria que explica um determinado evento como resultado de um plano secreto levado a efeito por conspiradores maquiavélicos e poderosos, tais como sociedades secretas ou governos paralelos. As teorias de conspiração são muitas vezes vistas com desconfiança e por vezes levadas ao ridículo, uma vez que quase nunca são apoiadas por fatos concretos.  Por isso, a expressão é muitas vezes usada de maneira irônica, tentando definir tais crenças como bizarras e falsas, cujos adeptos são pessoas excêntricas ou um bando de malucos.

No caso do atentado contra as Torres Gêmeas, em Nova Iorque, no dia 11 de setembro de 2001, de modo geral, as teorias se concentram em supostas “perguntas não respondidas” sobre o incidente e sugerem que o governo americano pode ter planejado os ataques, juntamente com o exército.

O Vocè Sabia abordará, nessa série de artigos, as 5 teorias conspiratórias mais comentadas que ainda hoje circulam em comunidades online.

DÚVIDA Nº 2: a queda das Torres Gêmeas:

 

PERGUNTA: por que as Torres Gêmeas caíram tão depressa, dentro da própria área que ocupavam, depois de incêndios em poucos andares que duraram apenas uma ou duas horas?

 

  • Os teóricos da conspiração respondem: as Torres Gêmeas foram destruídas por explosões controladas. Houve desmoronamento muito rápido dos prédios (que durou cerca de 10 segundos) e incêndios curtos (56 minutos no World Trade Center 2 e 102 minutos no World Trade Center 1). Houve relatos de pessoas que ouviram sons de explosões antes da queda e objetos sendo arremessados violentamente para fora de janelas nos andares inferiores.

 

  • As autoridades respondem: um inquérito feito pelo Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia concluiu que os aviões romperam e danificaram colunas de suporte do edifício e deslocaram materiais à prova de fogo. Cerca de 40 mil litros de combustível de avião se espalharam por vários andares, originando incêndios generalizados. Temperaturas de até mil graus Celsius fizeram com que o piso dos andares cedesse e as colunas se curvassem, provocando os sons de explosões. Objetos foram expulsos pelas janelas dos andares inferiores, na medida em que os andares de cima desmoronavam.

 

OUTRA TEORIA: O Pentágono não foi atingido por um Boeing 757, mas sim por um carro-bomba. O autor francês Thierry Meyssan foi ainda mais longe no livro L’Effroyable Imposture (Editions Carnot, 2002). Ele diz que os aviões que se chocaram contra o World Trade Center eram pilotados por controle remoto e que o Pentágono foi, na realidade, atingido por um míssil americano.

 

Na edição anterior: Atentado 11 De Setembro – PARTE 1.

Na próxima edição: Atentado 11 De Setembro – PARTE 3.

One Response

Deixe um Comentário

Proudly designed by Clickmidia.