Como nasceu o whey protein?

capa_whey

Há 2500 anos na Grécia, Hipócrates, o pai da medicina, já prescrevia a whey aos seus pacientes e defendia que o consumo dessa proteína melhorava o crescimento muscular, a força física e reforçava o sistema imunitário.

No séc. XVI os suíços tinham o hábito de destinar o soro do leite aos porcos, considerando o alimento como a “sujeira” do leite. Com o tempo, um dos produtores percebeu que os animais estavam cada vez mais saudáveis e se desenvolvendo rápido. Então surgiu a ideia de experimentar incluir a proteína do soro do leite na alimentação humana.

A princípio, os fabricantes de queijo simplesmente bebiam o soro. Logo perceberam que, de fato, o produto contribuía para a saúde. Na época, a proteína do soro do leite chamou atenção em toda a Europa, inclusive da medicina de vanguarda. O produto era filtrado através de uma peneira forrada com tecido fino branco e auxílio de uma colher de pau.

Já em 1749 um doente sem cura na época, deslocou-se às montanhas Suíças, onde já se ouvia falar a respeito do soro fortalecedor e encontrou cura para a sua doença depois de tomar whey protein diariamente. O assunto ganhou notoriedade e assim, surgiram os primeiros SPAs na Suíça, Alemanha e Áustria.

Nos anos 40 a proteína whey surgiu pela primeira vez em revistas de Bodybuilding e a adesão por parte dos atletas foi grande, mas o sabor não era muito bom e por isso era difícil de tomar. O Whey dissolvia muito bem na água, era digerido muito fácil e continha um leque amplo de aminoácidos muito melhor do que a proteína do ovo, que até então era a mais famosa.Só que havia um grande problema inicial na extração do Whey, na sua forma bruta ele continha muito colesterol, gorduras e principalmente lactose.

Em 1980 deu-se a primeira grande alteração na fórmula da proteína whey com a adição de sabores à proteína e surgiu a fórmula mais popular desde então.

A alguns anos atrás, 2 novos processos foram desenvolvidos para extrair a forma mais pura de whey em meio as suas impurezas. Esse processo se chama Micro-Filtragem (onde as proteínas são separadas por um filtro microscópico) e Troca Iônica (onde as proteínas são extraídas por através da sua carga elétrica). Ambos os processos garantem uma maior pureza ao Whey protein e também, os mesmos, são os responsáveis por encarecer o preço do produto final do Whey no mercado.

Post Colaborativo Prozis

Deixe um Comentário

Proudly designed by Clickmidia.