Os 12 Serial Killers Mais Cruéis De Todos Os Tempos – 4ª Parte – Final

Luis-Garavito

O que é um serial killer

Um assassino em série (também conhecido pelo nome em inglês, serial killer) é um tipo de criminoso de perfil psicopático que comete crimes com frequência, muitas vezes seguindo um método e não raro deixando sua “assinatura”. Curiosamente, os Estados Unidos, que possúem menos de 5% da população mundial, produziram 84% de todos os casos conhecidos de serial killers desde 1980. Muitos dos capturados aparentavam ser pessoas respeitáveis, atraentes, bem sucedidos e membros ativos da comunidade, até que seus crimes foram descobertos.

A seguir, os perfis de alguns assassinos em série, para que você conheça um pouco mais a respeito essas tenebrosas mentes criminosas:

Luis Garavito

Luis Alfredo Garavito Cubillos, conhecido como “La Bestia” (“A Besta”) nascido na Colômbia, em 25 de janeiro de 1957, estuprador e serial killer. Ele é o mais velho de sete irmãos, e aparentemente sofreu física e abuso emocional por seu pai. Em seu depoimento, ele contou ter sido vítima de abuso sexual quando criança. Em 1999, confessou o estupro e assassinato de 140 meninos.  O número de suas vítimas pode, no entanto, ultrapassar 300. Foi descrito pela imprensa como “o pior assassino em série do mundo” por causa do grande número de vítimas. Uma vez capturado, foi considerado culpado em 138 dos 172 casos, os outros estão em andamento. As sentenças para estes 138 casos foi de 1.853 anos e 9 dias. No entanto, devido às restrições de direito colombiano, ele não pode cumprir mais de 30 anos. Além disso, porque ele ajudou as autoridades a encontrar os corpos, sua pena foi reduzida para 22 anos.

Os crimes

As vítimas de Garavito eram crianças pobres, filhos de camponeses, ou crianças de rua, com idades entre 6 e 16 anos. Garavito se aproximava deles na rua ou no campo e oferecia-lhes presentes ou dinheiro. Depois de ganhar a sua confiança, ele levava as crianças para um passeio e abusava sexualmente delas. Depois de estuprá-las, ele cortava suas gargantas e amputava braços e pernas dos cadáveres. Muitas foram decapitadas completamente. A maioria dos corpos apresentava sinais de tortura.

Francisco De Assis Pereira

O Maníaco Do Parque

O Maníaco do Parque, apesar de não ter matado centenas de pessoas, chocou o Brasil como um serial killer brutal. O parque é o Parque do Estado, situado na região sul da cidade de São Paulo. Uma pesquisa mostrou que esse é o caso policial mais lembrado pelos brasileiros. Francisco de Assis Pereira, que era motoboy, estuprou, torturou e matou pelo menos seis mulheres e atacou outras nove no ano de 1998. A polícia descobriu vários corpos, torturados, estrangulados, alguns nus, no parque.

A pista

Quando virou suspeito dos crimes, desapareceu. Um dia, seu ex-chefe percebeu que havia algo de errado com o vaso sanitário da empresa. Tentou consertar duas vezes, mas não conseguiu. Quebrou o encanamento e descobriu um bolo de papéis queimados, misturados aos restos de um churrasco feito no final de semana anterior, no cano de saída da privada. Entre as coisas que o empresário recolheu do cano estava a carteira de identidade de Selma Ferreira Queiroz, uma das vítimas, parcialmente queimada. Isso alertou o ex-patrão, que comunicou a polícia.

O método

Quando capturado, o Maníaco do Parque disse que era muito simples convencer suas vítimas. Segundo ele, bastava falar aquilo que elas queriam ouvir. Francisco cobria as garotas de elogios, se identificava como um caça-talentos de uma importante revista, oferecia um bom cachê e convidava as moças para uma sessão de fotos em um ambiente ecológico. Elas aceitavam e lá, ele as estuprava e matava. Ele mudou várias vezes o número de mulheres que matou, mas chegou a mencionar 15. Preso, o motoboy afirmou que havia sido abusado por uma tia materna, o que o fez desenvolver uma “fixação por seios”. Já mais velho, teria sido assediado por um patrão, passando então a ter relações homossexuais. Disse ainda que teve uma namorada “gótica” que quase arrancou seu pênis com a boca. Por causa desse episódio, ele passou a sentir dor nas relações sexuais, fato confirmado por vítimas que sobreviveram.

Condenação

No total, foi sentenciado a 271 anos de prisão. No entanto, de acordo com a lei brasileira, ninguém pode ficar mais de 30 anos preso. No mês posterior à sua prisão, em 1998, o motoboy recebeu mais de mil cartas de mulheres apaixonadas por ele, segundo Gilmar Rodrigues, autor do livro “Loucas De Amor – Mulheres Que Amam Serial Killers E Criminosos Sexuais”.

Charles Manson

Charles Milles Manson (Cincinnati, 12 de novembro de 1934). Líder de um grupo satanista que cometeu vários assassinatos, entre eles o da atriz Sharon Tate, grávida, esposa do diretor de cinema Roman Polanski. Filho de uma prostituta, ainda criança Manson passou a frequentar reformatórios juvenis pelos quatro cantos dos Estados Unidos. Em 1967, Manson saiu da prisão aos 33 anos, tendo permanecido preso desde os 9 anos. Em1968, ele formou uma comunidade alternativa emSpahn Ranch, perto de Los Angeles. Manson tinha idéias grandiosas e um grupo de amigos e admiradores, conhecidos como Família Manson. Esses eram jovens, homens e mulheres de famílias ricas, que não tinham bom relacionamento com seus familiares e que por isso passaram a morar nas ruas da Califórnia. Alguns dos admiradores de Manson o consideravam uma reencarnação de Jesus Cristo.

Agosto negro

Em 9 de agosto de 1969, um pequeno grupo de conhecidos de Charles Manson invadiu uma casa alugada por Roman Polanski em Cielo Drive, 10050, Bel Air, assassinando sua esposa Sharon Tate — que estava grávida — e mais quatro amigos do casal. Segundo a polícia de Los Angeles, na cena do crime grandes quantidades de drogas haviam sido encontradas. As vítimas foram baleadas, esfaqueadas e espancadas até a morte, e o sangue delas foi usado para escrever mensagens nas paredes. Em uma delas foi escrito Pigs (“porcos”, em inglês). Na noite seguinte, o mesmo grupo invadiu a casa de Rosemary e Leno LaBianca, matando o casal. As mensagens escritas na parede da casa com o sangue das vítimas foram “Helter Skelter“, “Death to pigs” e “Rise“. Os assassinatos de Sharon Tate, seus amigos e do casal LaBianca por membros da “Família Manson” ficaram conhecidos como Caso Tate-LaBianca. Segundo o promotor do caso, Vincent Bugliosi, os assassinatos teriam sido planejados por Charles Manson, apesar de ele não estar presente em nenhum dos dois casos.

Teoria delirante

Bugliosi elaborou uma teoria chamada “Helter Skelter”, onde o objetivo dos assassinatos seria começar uma guerra que, segundo ele, seria a maior já travada na Terra, denominada de “Helter Skelter”. O nome corresponde ao título de uma música dos Beatles onde, segundo o promotor, havia uma enorme quantidade de mensagens subliminares que influenciaram as ideias de Manson. Seria uma guerra entre negros brancos, em que os brancos seriam exterminados pelos negros. Nessa teoria, o assassinato dos famosos de Hollywood levariam a uma breve acusação de algum negro, fazendo com que os confrontos explodissem logo. Bugliosi afirmou que durante essa guerra, como Manson e sua “Família” eram todos brancos, planejavam esconder-se em um poço, supostamente denominado por Manson como “poço sem fundo”, em algum lugar no deserto californiano, assim que a suposta guerra começasse. Após os conflitos, Manson e sua “Família” voltariam do deserto.

Condenação

Charles Manson, então com 37 anos, foi acusado de seis assassinatos e levado à Justiça, juntamente com ‘Tex’ Watson, Susan Atkins, Patricia Krenwinkel e Leslie Van Houten, de 19 anos . Manson alegou não ter participação em nenhum deles. Ele conseguiu provar isso, mas Bugliosi convenceu o juri popular que Manson poderia ter influenciado os jovens a matar. Após o julgamento, Manson declarou o seu ódio profundo pela Humanidade, chamando os membros de sua “Família” de rejeitados pela sociedade. A promotoria se referiu a ele como “o homem mais maligno e satânico que já caminhou na face da Terra” e o quinteto foi sentenciado à morte em 1971. Mas, com a mudança nas leis penais do Estado, em 1972, a pena foi alterada para prisão perpétua. Vale lembrar que Charles Manson, em suas entrevistas ainda no corredor da morte, costumava deixar claro que sabia que não iria ser executado. Segundo ele, a sua inocência seria o suficiente para escapar da execução.

Atualmente

Desde a década de 1980, Manson e alguns de seus companheiros, alguns ainda da época dos assassinatos Tate-LaBianca, mas que não tiveram envolvimento com os crimes, têm trabalhado em um projeto conjunto conhecido internacionalmente como ATWA (do acrônimo em inglês Air, Trees, Water, Animals), uma referência ao Ar, às Árvores, à Água e aos Animais, o sistema de suporte de vida do planeta Terra. Manson, de dentro da Corcoran State Prison, na Califórnia, dirige pessoalmente o movimento. Em abril de 2009, em um processo de internacionalização do projeto, surgiu na Internet o website ATWA Brasil, introduzindo a filosofia de ATWA em língua portuguesa e abrindo um canal de comunicação do Brasil com Charles Manson. A ATWA Brasil está em contato com Manson diariamente, e tem postado cartas, vídeos e gravações de ligações telefônicas recentes em que Charles Manson discute a questão de ATWA focando no Brasil. O movimento também convida brasileiros a integrarem “a batalha pela restauração da ordem natural”. Manson tem direito de, a cada cinco anos, ser ouvido quanto à possibilidade de liberdade condicional. Manson nem sempre comparece às audiências e, quando comparece, ofende os oficiais da audiência e faz piadas sobre a formalidade do processo. Ele permanece encarcerado na Corcoran State Prison, Califórnia, em unidade especial de isolamento da penitenciária, onde também se encontra cumprindo prisão perpétua o assassino do senador Robert Kennedy, Sirhan Sirhan. Sua última tentativa em audiência, negada novamente, foi em 2007. A próxima será em 2012.

Nas edições anteriores: Os 12 Serial Killers Mais Cruéis De Todos Os Tempos – 3ª Parte

2 Respostas

  1. Edu disse:

    UM LIXO ESSE BRASIL! UM HOMEN MATA E ESTUPRA 15 MULHERES E A LEI NÃO CONSISTE EM PERMITIR QUE UM ASSASSINO PASSE MAIS DO QUE 30 ANOS NA PRISÃO! BRASIL, LIXO!

Deixe um Comentário

Proudly designed by Clickmidia.