Os mistérios e as curiosidades do cinema

cinema

Por vários séculos as civilizações buscaram um meio de reproduzir a realidade. A primeira projeção de um filme aconteceu em 22 de março de 1895, quando os irmãos Auguste e Lumière apresentaram “A saída dos operários da fábrica Lumière” a um público convidado ao evento, em Paris. A primeira exibição comercial de filmes, porém, foi feita por eles em 28 de dezembro do mesmo ano, no Grand Café do Boulevard des Capucines, também em Paris. O preço da entrada foi um franco por pessoa.

Criou-se uma festa para a consagração dos grandes filmes e astros conhecida como Oscar® em 1927, essa festa é realizada em Hollywood.

Os filmes concorrem hoje a 24 prêmios, além dos especiais: Melhor Ator, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Atriz, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Filme de Animação, Melhor Direção de Arte, Melhor Fotografia, Melhor Figurino, Melhor Diretor, Melhor Documentário, Melhor Documentário em Curta Metragem, Melhor Montagem, Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Maquiagem, Melhor Trilha Sonora, Melhor Canção, Melhor Filme, Melhor Curta de Animação, Melhor Curta de Ficção, Melhor Efeitos Sonoros, Melhor Som, Melhor Efeito Visual, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Roteiro Original.

No ano de 2002, tivemos a primeira premiação a uma atriz negra, Halle Berry, com o filme “A última ceia”. O filme “Titanic”, de 1997, ganhou o maior número de estatuetas da história do cinema, 11, nas categorias: Direção de Arte, Diretor, Edição de Som, Efeitos Especiais, Figurino, Filme, Montagem, Roteiro Original, Som e Trilha Sonora Original. O filme também foi campeão de bilheteria, rendendo 1,8 bilhão de dólares. Já o menos lucrativo foi o filme “Heanen’s Gate” de 1980, que custou 40 milhões de dólares e faturou apenas 39 mil dólares.

Brasil

O cinema no Brasil surgiu em 8 de julho de 1896, com a inauguração de um omniographo (aparelho que reproduz numa tela o movimento de uma seqüência de fotografias) na Rua do Ouvidor, no Rio de Janeiro. “Os estranguladores” (1908), reconstituição de um crime famoso, foi o primeiro grande sucesso de ficção, produzido pela profícua sociedade do cinegrafista português Antônio Leal. O Brasil levou para concorrer ao Oscar e o Globo de OuroÒ o filme “Abril despedaçado”, de Walter Salles. O diretor brasileiro já foi premiado em 1999 com “Central do Brasil”. Mas, este ano, Salles não chegou a levar nenhum dos prêmios considerados os maiores do cinema norte-americano. O filme estrelado por Rodrigo Santoro ainda é inédito no Brasil.

Deixe um Comentário

Proudly designed by Clickmidia.