Efeito McGurk: quando o que você enxerga afeta aquilo que você escuta

post-6

O cérebro humano se confunde e, às vezes, nos faz enxergar movimentos em imagens estáticas ou nos dá a impressão de que estamos vendo formas completamente inusitadas.

O Efeito McGurk diz que a forma como uma pessoa mexe os lábios pode fazer com que você escute um som diferente do que o que ela está produzindo. Confuso né!

A verdade é que compreendemos melhor os sons da fala quando estamos diante da pessoa que está falando. Isso acontece porque, além do som, temos acesso aos movimentos da boca dessa pessoa – nosso cérebro tem uma espécie de catálogo dos sons que são emitidos conforme os movimentos feitos pelos lábios e, por isso, às vezes entendemos o que uma pessoa diz mesmo sem ouvi-la direito – os especialistas em leitura labial não nos deixam mentir.

O vídeo a seguir exemplifica essa questão. Basicamente, ele vai fazer com que você conheça o Efeito McGurk na prática: o som reproduzido é o mesmo “ba”, mas quando a pessoa passa os dentes no lábio, você ouve “fa”. A demonstração começa no minuto 0:30:

Efeito MacGurk pode ser entendido também como uma espécie de ilusão de óptica auditiva, por mais estranho que isso nos soe. Esse fenômeno foi registrado pela primeira vez em 1976 pelo pesquisador Harry McGurk, que publicou o artigo “Ouvindo lábios e vendo vozes”. No texto, ele e John MacDonald, outro autor do estudo, explicam que a percepção do discurso não depende apenas do som, mas da visão e da relação entre som e visão.

Fonte: Mental Floss/Chris HigginsYouTube/BBC

Deixe um Comentário

Proudly designed by Clickmidia.