Entenda como e porque a pele fica enrugada

capa_dedosenrugados

Diversas teorias e nenhuma comprovada, mas cientistas realizam experiências e uma hipótese é de que as rugas aparecerem para nos proporcionar uma melhor aderência em ambientes molhados.

Segundo os físicos alemães Myfanwy Evans e Roland Roth, das Universidades Tübingen e Erlangen, descobriram o mecanismo que permite que os dedos se enruguem e voltem ao normal depois de um contato longo com a água, esse é um ato de equilíbrio energético.

Termodinamicamente falando, as camadas mais externas da pele “querem” absorver água quando estamos submersos e essa absorção rápida faz com que nossos dedos inchem e enruguem. Se o inchaço não fosse combatido, a pele ficaria enrugada para sempre.

Evans e Roth mostraram como essa estrutura pode ajudar as células da pele a inchar e se encolher. Os cientistas criaram um modelo de tecido de fibras elásticas que, depois de absorver uma certa quantidade de água, volta para sua forma original. Quando comparado com o modelo de pele humana, os físicos notaram que o padrão de tecido era quase idêntico.

A energia do sistema varia com as alterações do espaçamento da rede. Quando a energia diminui, a estrutura tende a expandir-se e absorver água. Ao mesmo tempo, a tensão em um filamento alongado pode fornecer a força contrária para reverter esse processo. Tal como acontece com uma mola, quanto mais você estica um filamento, maior será a energia elástica.

Os pesquisadores concluíram que a geometria dos filamentos de queratina é crucial para essa resposta da pele à água, pois mantém o sistema em uma faixa de energia que permite a “expansão mola” da pele.

Isso seria um enorme desenvolvimento no mundo da ciência dos materiais, além de ser de grande ajuda no tratamento de doenças da pele, possivelmente levando também a enxertos sintéticos altamente realistas.

Fonte: Phys / Gizmodo

Deixe um Comentário

Proudly designed by Clickmidia.