Mulheres, fiquem atentas aos 7 sinais de ataques cardíacos

capa_ataquecardiomulher

Conhecemos os ataques cardíacos como o princípio básico que é pressão extrema no peito e dor no braço, mas os sintomas nas mulheres é um pouco diferente.

As mulheres têm mais chances de mostrarem outros sintomas que não são nada associados com um ataque como distúrbios de sono, fraqueza e tontura, ou seja, o infarto sendo diagnosticado tardiamente causa complicações na saúde da mulher.

Conheça sete sinais de um possível ataque cardíaco em mulheres

  • Fadiga

Segundo pesquisas, mais de 70% das mulheres tem fadiga antes de um ataque cardíaco. Com simples movimento de se levantar da cadeira. Confusão com sintomas de gripe também é comum.

  • Problemas de sono

Quase metade das mulheres que tiveram um ataque cardíaco apresentaram problemas ao irem dormir dias anteriores, segundo estudo.

  • Dor

Dores de nível leve na mandíbula, costas, ombros, pescoço ou ouvido são sinais de ataque cardíaco, ou seja, as mulheres geralmente não sentem a dormência no peito e ombro como no caso dos homens, mas podem sentir um aperto correndo ao longo de sua mandíbula e descendo ao pescoço. Estas dores leves podem percorrer o corpo no sentido dos ombros até ao lado esquerdo. Uma pressão no peito e parte superior das costas também.

  • Falta de ar

Não conseguir simplesmente respirar fundo também é um sintoma, simples, mas que deve ser bem observado, pois mais da metade das mulheres sofrem de falta de ar antes do ataque cardíaco. Este é um dos sinais precoces mais comuns em mulheres.

  • Indigestão ou náuseas

As chances de ter problemas gastrointestinais dobram antes de um infarto e tonturas ou náusea é outro sinal também.

  • Ansiedade e estresse

Mais de 30% das mulheres têm este sintoma, descrito como uma sensação de morte iminente, segundo estudos.

  • Suor repentino

Mais de 40% das mulheres sentem tontura e suam frio antes de um AVC (acidente vascular cerebral).

Apresentando um ou mais desses sinais, a melhor coisa a se fazer é procurar um médico.

Fonte: PositiveDrugs

Deixe um Comentário

Proudly designed by Clickmidia.